terça-feira, 28 de abril de 2015

O SEGUNDO SEXO

Tumblr: Crazy Memories
Quando estou naqueles dias, o meu site preferido é o XVIDEOS.COM por motivos de que ele é o único capaz de me acalmar de forma rápida e direta. Sempre busco os vídeos de sexo gay, entre os quais tenho predileção pelos nacionais, embora também tenha meus nomes preferidos no meio, que muitas vezes não são nacionais, como o Tommy, o Trevor, o Antonio, o Connor, o John entre outros.

Há algum tempo, porém, tenho me interessado pelo Rogê, pelo Iuri, pelo Nacho, pelo Manuel, pelo Hakan e ainda alguns mais que, se você for chegado no assunto, sabe que eles representam o grupo daquela outra sexualidade. Não é com outro homem que eles contracenam. E é justamente por isso que estou gostando. São muitos os frames em que minha atenção se volta toda para elas.

Quando tudo começou por aqui, eu ainda me relacionava com uma garota. E não tinha problema nenhum. Não era nenhum sofrimento pra mim, pois eu queria fazer as coisas que fazíamos, ou não fazer nada, somente estar com ela.

Até que chegou o professor-bonitão com seus olhares e aos poucos comecei a me distanciar sexualmente dela.

A partir daí foi uma crescente de descobrimento pessoal em que eu lia, via e ouvia sobre relacionamento gay. Eu estava certo de que era gay e que tinha passado por um período de negação, mas não é isso que tá parecendo, não. Não acreditava em bissexualidade. Alguém acredita?

4 comentários:

  1. Sim, acredito na bissexualidade.
    Atração/interesse é um ponto importante para definir-se como homo/bi/hétero, mas isso, por si só não é suficiente para definir a orientação sexual. A afetividade é um ponto que considero importante para essa possível "definição. Qual figura aparece nas suas idealizações de relacionamento afetivo? Homem, mulher, ambos?

    Algumas coisas apenas com o tempo e as experiências tornam-se claras, por isso não se prenda a esses rótulos, viva e descubra.
    Quanto aos filmes, prefiro pornô hétero ao gay por que parecem "mais reais" Os atores fazem com vontade. Mas diferente de você eu os vejo pelos atores que você citou, as mulheres não me despertam nada.

    ResponderExcluir
  2. Há muita gente que acredita, e eu acredito. Mas nem todos os que se chamam de bissexuais o são, muitos apenas são só "para não parecer muito mal".

    ResponderExcluir
  3. Andei por essas trilhas como você. As vezes ainda trilho. Mas não me preocupei muito com definições, apenas faço o sinto vontade dentro das minhas possibilidades. As vezes foi ficar com mulheres. Não me defino mais como bi, não acho que essa definição me enquadra mais. Mas acredito sim bissexualidade exista. E penso também que cada um usar a definição que lhe faz sentir-se mais confortável e verdadeira. E quem sou eu pra dizer que não.

    ResponderExcluir
  4. Pena que não tem escrito mais, seus posta são muito interessantes...

    ResponderExcluir